Orquestra Filarmônica SCAR estreia Concerto Brasilíssima

Concerto inédito tem repertório inspirado em obras de compositores brasileiros e estreia em julho com apresentações em Pomerode e Jaraguá do Sul

A Orquestra Filarmônica SCAR estreia em julho o Concerto Brasilíssima, com duas apresentações gratuitas: dia 9, em Pomerode e dia 16 em Jaraguá do Sul. O espetáculo tem a proposta de mostrar a riqueza da música brasileira em uma apresentação eclética e dinâmica, como a cultura do país.

No repertório inédito, compositores como Mozart Camargo Guarnieri, Heitor Villa-Lobos, Cyro Pereira e César Guerra Peixe revelam a diversidade que é o Brasil e sua capacidade criativa.

Outra novidade dessa temporada é o Maestro Luiz Lenzi, de Timbó, que assume a regência. Professor do FEMUSC, tendo inclusive substituído o Diretor Artístico Alex Klein em algumas apresentações do Musicalmente Falando no último festival, Lenzi já iniciou os ensaios do novo repertório e convidou outros músicos de variados naipes para renovar a orquestra.

Na parte administrativa, a Orquestra Filarmônica SCAR também passou por mudanças. O arquiteto Reinhardt Conrads, membro do Conselho Efetivo da SCAR, foi eleito presidente da Orquestra Filarmônica para o mandato 2017/18. O Diretor Artístico Magnus Behling passa a ser Coordenador Geral. Completam a diretoria, Luis Hufenüssler Leigue, Vide Presidente, Antônio César da Silva como Secretário e Zélia Breithaupt Janssen no cargo de Tesoureira.

Além dos grandes desafios da sequência do projeto e a busca por investimentos, a nova gestão coloca como diretriz a alavancagem da qualidade técnica da Orquestra e também a sua visibilidade, tanto na cidade quanto fora dela.

A temporada 2017 do Concerto Brasilíssima ainda passará por Blumenau, São Bento do Sul, Itajaí e Florianópolis. O projeto é patrocinado pela Lei Federal de Incentivo a Cultura do Governo Federal, com apoio das empresas WEG, Oxford e Duas Rodas.

 

ESCREVA UM COMENTÁRIO